Curiosidades e dúvidas sobre setembro amarelo

September 26, 2019

 

 

 

Você já deve ter ouvido falar sobre a campanha de setembro amarelo em algum lugar, não é mesmo? Seja nas redes sociais ou até em flyers e outdoors. A verdade é que, nesse mês, é importante abordar esse assunto que passa batido nos outros onze meses do ano. Mas, você sabe de onde surgiu essa iniciativa? Se está se perguntando isso, não pare por aqui e saiba de onde surgiu o setembro amarelo e como você pode contribuir com a causa!

 

O que é setembro amarelo?

 

O setembro amarelo se deu início no ano de 2015, sendo uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Foi escolhido o mês de setembro para a campanha, pois desde o ano de 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

 

A cor escolhida para representar essa causa se da em especial a valorização à vida. O amarelo está associado a alegria, energia, felicidade e inteligência, produzindo um efeito de aquecimento a quem vê, despertando alegria e estimulando a atividade mental, gerando uma energia muscular.

 

A ideia inicial do setembro amarelo é incentivar eventos que deem espaço para debater sobre o suicídio, divulgando o tema proposto e alertando a todos sobre a importância de sua discussão.

Segundo os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), no mundo, aproximadamente uma pessoa se mata a cada 40 segundos. Somente em nosso país, o suicídio é a quarta causa mais comum de morte de jovens, mas, apesar de todos esses dados, o assunto ainda é um tabu. As pessoas evitam falar sobre, simplesmente por medo do próprio assunto, com isso, acaba-se cortando o diálogo necessário.

 

Porque é importante falar sobre o suicídio?

 

Muitas pessoas ainda acham que o ato de suicídio é uma realidade distante que afeta poucas pessoas, mas como foi dito no trecho anterior, uma pessoa se mata a cada 40 segundos pelo mundo todo. Isso significa que, em um ano, mais de 800 mil pessoas perdem a vida dessa forma. 

 

O setembro amarelo é uma campanha que visa trazer o diálogo para prevenir o suicídio, lembrando que, 90% dos suicídios poderia seria evitado com ajuda psicológica.

 

A maioria desses suicídios são causados por doenças mentais que não recebem a atenção que merecem e a maioria dessas pessoas não sabem nem que precisam do tratamento. Em torno de 60% das pessoas que morrem por suicídio não buscam ajuda.

 

Esses dados são assustadores, não é mesmo? Agora, imagine se essa porcentagem se aplicasse a outras doenças? Tais como fraturas e cirurgias, seria estranho 60% das pessoas não procurarem ajuda de um médico para ajudarem em seus problemas. Mas, a normalidade com que o suicídio é tratado, se dá por conta da sociedade, que não conversa sobre o assunto e não sabe informar pessoas que procuram e precisam de ajuda.

 

Quando se entende que o suicídio é uma realidade e pode afetar até pessoas a nossa vida, fica claro o quanto é fundamental conversar a respeito. O suicídio pode ser evitado desde que tenha conhecimento sobre seus sintomas, causas e as formas de evitá-lo.

 

Como ajudar na prevenção do suicídio?

 

Para contribuir na prevenção do suicídio, é preciso ser capaz de perceber sinais de alerta de quem está emitindo. Por exemplo, se você perceber que uma pessoa está desmotivada, diminuindo sua produtividade em suas atividades normais ou está se isolando de amigos e parentes, pode ser um sinal de que a pessoa está precisando de ajuda.

 

A primeira coisa a se fazer é dialogar, mas sempre lembrando que é necessário ouvir sem julgamentos ou expressar opiniões sobre o assunto. Deixe claro para a pessoa que sua vontade é apenas ajudar - além de lembrar que não se deve medir a dor do outro pela sua experiência pessoal, e entender que o que não te afeta, não necessariamente não causa dor e sofrimento no outro.

 

Além de oferecer um ombro amigo, incentive a pessoa que apresenta os sinais a procurar ajuda especializada. Em casos visivelmente graves, é essencial que a família também tenha conhecimento da situação, para que a pessoa seja acolhida e estimulada a procurar ajuda.

 

Suicídios normalmente são planejados e antes que aconteça, as pessoas dão sinais. Avisam e pedem ajuda de maneira consciente e inconsciente. Reconhecer estes sinais e dar o apoio certo pode prevenir uma tentativa de suicídio.

 

Se você leu sobre esse assunto e de alguma forma se sentiu ligado a essa situação, não hesite em buscar ajuda com um profissional. Abrir-se com alguém próximo é um passo muito importante, mas a ajuda profissional faz uma grande diferença e assim, pode-se iniciar um tratamento mais aprimorado para que você consiga sair dessa situação.

 

Lembre-se que, você não está sozinho nessa luta e é possível dar fim a todo sofrimento sem precisar acabar com sua própria vida!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

TDAH - 32 Sintomas de TDAH Adulto

May 16, 2018

1/3
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2018 by Interstatus

Logo IS.png